Amores

Sei que você sonha com os crônicos
Hipertensos, diabéticos, dislipidêmicos
Com suor e calafrios. Com caos sistêmico!
Com Alzheimer, esquecer dos platônicos
Recado, mulher: sou imune.
Me resume mais um amor… Gripado.
Acompanhante no solitário frio,
Que, no auge, te leva à cama
Esquenta até delirar.
Mas que passa com o tempo…
De resquício, te escorre o nariz
Te lacrimeja o olhar.
Amor que enfim se vai com o vento…
buscando,
alheio,
um novo passageiro!
Advertisements