estrada II

Aqui estamos, novamente
Na estrada da vida, na rua da mente
Entre lapsos de preguiça, o tempo passa
Areia movediça,
mistura-se com a cobiça
de chegar logo e beber da taça
de sua pacífica mesa.
a alva luz refletindo a beleza
do lugar, dos convidados, de você
mas ainda há chão pra ser andado
asfalto pra ser pisado
horas que vêm cobrar nossas dívidas
dívidas com o mundo
com o tempo
e com espaço
elas vêm levando tudo o que tenho,
e quando elas se vão, eu venho
até sua porta dizer: cheguei!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s